Um estilo bem antigo. As primeiras provas de sua existência (alguns datam da Dinastia QIN, 221 – 206 a.C.) foram encontrados em desenhos primitivos, em rochas. Shou Bo significa -em tradução livre – “Arremesso Com os Braços”, e é uma modalidade que engloba: chutes, socos, e obviamente, técnicas de arremessos.

Precisão, sutileza e fluidez, são as palavras chave deste estilo que nao faz uso constante do agarramento em seus golpes, o que faz com que seu praticante busque o refinamento constante de suas técnicas.

O atual responsavel por propagar o estilo  internacionalmente é o Grao Mestre Yuan Zumou, um dos poucos mestres chineses que ainda estão na ativa. Ele reside na França, onde fica a sede da Federação Internacional de Shou Bo.  No Brasil, o Shou Bo foi introduzido em 2011, pelo Shifu Marcio Gonçalves, Vice Presidente da Federação Internacional de Shou Bo e presidente da Confederação Brasileira de Shou Bo.

O ensino do Shou Bo é fundamentada a não violência e as qualidades do praticante na prática requer, velocidade, leveza, inteligência, habilidade, tática e estratégia.

A utilização dinâmica dos praticantes em distâncias, mudanças de pegadas e agarramento, combinações de deslocamentos, a sutileza de aplicação da força em empurrar, puxar, parar, sacudir em várias direções de ataque, permitem a utilização de estratégias de desestabilizar e desequilíbrio.

Na luta na arte marcial Shou Bo, somente é permitido na área de competição os pés, qualquer parte do corpo que tocar no tatame é considerado ponto, ganha que faz mais pontos.

Para orgulho do governo chinês, por envolver diversas técnicas de Kung Fu tradicional, e se adaptar sem grandes problemas com outras vertentes marciais chinesas, o Shou Bo pode ser considerado um grande candidato para a categoria de lutas nas próximas Olimpíadas.

Artigos Recentes

Nossa Agenda

No result...

Genealogia da WCKB

Nossos Horários

Currículo do Mestre