Diz a lenda que o sistema foi desenvolvido por Ng Mui, uma abadessa budista, num monastério Shaolin em Monte Sung, na província de Honan. Durante o governo do Imperador K’angshi na Dinastia Ching (1662-1722), o governo Manchu temeu o crescente poder do Monastério de Shaolin e decidiu destruir o Templo. Os monges sobreviventes fugiram e se dispersaram, entre eles, Ng Mui.

Apesar de se refugiar em um Templo Shaolin no Monte Tai Leung, Ng Mui conheceu Yim Wing Chun, a filha de um mercador em uma vila próxima. Ela tinha atraído a atenção de um valentão local, assim Ng Mui levou a moça sob sua tutela para ensinar o kung fu wushu para poder se defender.

Ng Mui havia percebido vários pontos fracos de outros sistemas de Kung Fu de Shaolin, por isso desenvolveu e ensinou a jovem uma nova arte. Conforme o tempo passou, o sistema de Kung Fu foi aperfeiçoado e em homenagem de seus seguidores a arte se tornaria conhecida com seu nome.

A tradução do nome do estilo em português é conhecida popularmente como Punhos da Eterna Primavera ou Linda Primavera, de um ponto de vista podemos chamar como Punhos de uma Linda Donzela devido a história mencionada, é a mesma situação da palavra KUNG que se traduzirmos para o português fica Antigo Palácio mas é popularmente conhecida como Cidade Proibida.


Ng Mui

Agora, se Ng Mui e Yim Wing Chun existiram ou não, realmente não sabemos, pois não existem provas. O mais antigo praticante de Wing Chun que existe relatado e está documentado na história dos livros da ópera chinesa é Tan Sau Ng. Diz que sua técnica ‘Tan sau‘ era “inigualável em todo o país”. Mas pouco se sabe de Tan Sau Ng.

O mais antigo praticante de Wing Chun que existe relatado e está documentado na história dos livros da ópera chinesa é Tan Sau Ng. Diz que sua técnica ‘Tan sau‘ era “inigualável em todo o país”. Mas pouco se sabe de Tan Sau Ng.


Yim Wing Chun

Há um outro documento que diz que Wong Wa Bo era um ator de uma ópera, que viajou no “Barco Vermelho” e que sabia Wing Chun (alguns dizem que ele aprendeu de Leung Lan Kwai).

Durante suas viagens, ele disse ter conhecido Leung Ye Tay, que trabalhou no pólo do seu barco, ou seja, ele empurrava as embarcações em vias navegáveis. Leung Ye Tay foi também um estudante de Kung Fu, e tinha aprendido o ‘Lok Dim Boon Kwan’ (Técnica de Bastão longo do Wing Chun) de Gee Shin, que tinha a fama de ser um dos cinco monges mais velhos que escaparam da queima do Monastério de Shaolin. Wong Wa Bo e Leung Ye Tay trocaram técnicas, e juntos refinaram as aplicações e os princípios do estilo, como a teoria da linha central, a economia de movimento, e assim por diante.

Leung Ye Tai eventualmente ensinou o sistema ao Dr. Leung Jan de ‘Fatsan’, localizada no sul da China. Leung Jan era um farmacêutico de profissão e teve uma vida boa e culta.

Leung Jan tornou-se um lutador de Wing Chun e trouxe a atenção do público para esta arte. Leung Jan passou seus conhecimentos para seus dois filhos, Leung Chun e Leung Bik, e um vendedor de rua com o nome de Chan Wa Shun. Chan foi relatado como um homem das ruas e não era bem educado, e teve inúmeras oportunidades para usar suas habilidades de combate. Chan Wa Shun assumiu 16 discípulos, sendo seu ultimo um menino de 13 anos de idade, chamado Ip Man.


Ip Man

Ip Man, que cresceu para se tornar um policial em Fatsan, estudou com Chan Wa Shun até a morte de seu Mestre. Ip Man inicialmente não ensinou o seu Wing Chun ao público, apenas para seus dois filhos, Ip Chun e Ip Ching. Durante a Segunda Guerra Mundial, os japoneses invadiram a China e saquearam a fazenda da família de Ip Man. Em 1949, Ip Man mudou-se para Hong Kong e começou a ensinar Wing Chun para poder sobreviver, pois havia perdido tudo na Guerra.

Além de seus dois filhos, Ip Man teve muitos alunos famosos, incluindo Bruce Lee (Lee Jun Fan), Wong Shun Leung, Hawkins Cheung, Tsui Sheung Tin, Moy Yat, e William Cheung. Por volta de 1970 Ip Man para de dar aulas.

Vem a falecer em 1972 com 72 anos. Ip Man em 1968 fundou a ‘Hong Kong Ving Tsun (Wing Chun) Athletic Association’, que carrega suas memórias e ensinamentos para os dias de hoje.


Ip Ching

Ip Man teve dois filhos, Ip Chun e Ip Ching, a quem ele passou o seu legado e os ensinamentos de Wing Chun. Ip Ching começou seu treinamento ainda jovem com seu pai, mas foi forçado a interromper seu treinamento quando seu pai, Ip Man, mudou-se para Hong Kong. Em 1962, Ip Ching se mudou para Hong Kong depois de se formar no colégio, retornando aos estudos para completar a sua formação em Wing Chun. Ip Ching se aposentou em 1994 e se dedicou ao ensino de Wing Chun em tempo integral.

Ele continua a dar aulas particulares em sua casa e na escola ‘Ip Man Ving Tsun Athletic Association’, em Hong Kong.


Sam Hing Fai Chan

Si Kung Sam Hing Fai Chan estudou o Wing Chun com os dois Grandes Mestres Ip Chun e Ip Ching, no entanto, a maior parte do seu treinamento foi com o Grande Mestre Ip Ching. Certificado como membro e instrutor pela ‘Hong Kong Ving Tsun Association’, Si Kung Chan foi também membro fundador e ex-diretor do ‘United States Ip Ching Ving Tsun Athletic Association’. Si Kung Sam Chan também é membro fundador e atual diretor da ‘Wing Chun International Martial Art Association’, e é muito procurado por seus conhecimentos de Wing Chun.

Si Kung Sam Chan ensina Wing Chun em sua ‘Kwoon’ (Escola de Artes Marciais), em Grand Rapids – Michigan, desde 1976. É uma das maiores escolas de Wing Chun, nos Estados Unidos.

Si Kung Sam Hing Fai Chan deu aulas e correção das técnicas de Wing Chun para o Mestre Marcio Gonçalves, se tornando um dos 4 representantes no Brasil.


Márcio Gonçalves

Grande pesquisador da arte marcial chinesa, Mestre Márcio Adalberto Gonçalves é praticante de Wing Chun há mais de 30 anos. Treinou Wing Chun Kuen com Grandes Mestres e hoje é discípulo e representante do Mestre San Hing fai Chan no Brasil. Em dezembro de 2012 a convite do Si Kung San Hing Fai Chan, Sifu Marcio Gonçalves viaja a China em Hong Kong para conhecer sua família e o Grande Mestre Ip Ching trazendo mais conhecimentos para seus alunos no Brasil.

Todos os anos Sifu Márcio Gonçalves, realiza seminários, onde ele ensina, corrige e tira dúvidas à respeito das técnicas do Wing Chun praticadas .

Sifu Márcio Gonçalves, junto com os demais representantes, trazem o Si Kung Sam Hing Fai Chan regularmente para o Brasil para a realização de seminários e aperfeiçoamento para os alunos e treinamento intensivo para os seus representantes, fazendo com isso, que o contato e a aproximação do genuíno Wing Chun Kuen da família Ip Man, nunca saia de sua autenticidade.

Método Pedagógico da WCKB

O estilo ensinado na nossa escola, está dividido em 6 níveis, cada nível complementa o outro, desenvolvendo as habilidades do estudante e compreensão dos conceitos e princípios do combate.

Cada nível tem uma formação específica de treinos, técnicas e aplicações em combate. Para cada nível o estudante passará por uma avaliação para demonstrar suas habilidades adquiridas e prosseguir para a próxima.

Os Níveis são:

  • Siu Lin Tao
  • Chum Kiu
  • Mok Yan Long Faat
  • Lok Dim Boon Gwan
  • Biu Gee
  • Bak Jom Dao

Formas de mãos livres

Siu Lin Tao

É a primeira forma a ser ensinada, que pode se traduzir como “pequena ideia ou imaginação”. Todos os princípios do Wing Chun estão nesta forma.

Ela ensina o estudante o esforço e a liberação da energia através das mãos, triangulação e ângulos da postura corporal, enraizamento e distribuição centralizada do peso do corpo e os fundamentos das técnicas ¨Bom sau, Tan sau. Fook sau e Pak sau.


Chun Kiu

Esta segunda forma se traduz como atravessando a ponte e introduz deslocamentos e chutes. Na prática desenvolve o equilíbrio dinâmico do corpo do estudante, aprendendo como sincronizar as mãos e as pernas. O conceito do Chun Kiu ensina o estudante a aprender a fechar as guardas durante uma luta.


Biu Gee

Esta terceira forma se traduz como dedos penetrantes. A parte mais importante desta forma é aprender a concentrar toda a sua energia em uma única batida usando a combinação do cotovelo dedo e da mão golpeando com o corpo em rotação.


Mook Yan Joong (Boneco de madeira)

Contém inúmeras aplicações práticas para o combate e contém todos os fundamentos técnicos de mãos e pernas. A prática constante desenvolve força, energia e potência nos braços, punhos e pernas. A aprendizagem consiste em 7 partes distintas.

O desenvolvimento dos estudantes se resumem em 4 fases na complementação das técnicas no boneco de madeira.

  • FASE I – Quando se começa a primeira sequência, deve-se praticar com velocidade média e potência, além da precisão de cada técnica. Acertar no boneco de madeira não é difícil nesta fase, mas leva tempo para acumular a energia correta para a aplicação das técnicas.
  • FASE II – Lentamente se transmite a energia no boneco durante as sequencias técnicas. Como no CHISAU, o corpo deve permanecer relaxado, mas os braços firmes ao contato no boneco. Isto é chamado de formação dinâmica.
  • FASE III – Neste nível o estudante deve usar velocidade e potência no boneco de madeira, com movimentos precisos das pernas e deve se dar atenção na estrutura corporal e precisão adequada nas técnicas.
  • FASE IV – Neste nível o estudante deverá treinar no boneco de madeira como se fosse um adversário. Além disso, os estudantes já não precisaram seguir exatamente a sequência no boneco de madeira, mas de defender e atacar de forma contínua e espontânea através de todas as técnicas do sistema do wing chun.

 

Formas com armas

Lok Dim Boon Gwan

O bastão possui técnicas rápidas, marcantes e poderosas. Cada técnica foca diretamente ao adversário, sem desperdício de movimento. O peso do bastão contribui para melhorar a estabilidade da posição, movimentos corporais, reforçando o poder dos dedos, mãos, punhos, ombros e corpo.


Bak Jom Dao

O facão de Wing Chun funciona como extensão das mãos e utiliza as técnicas aprendidas nas 3 formas anteriores. Na prática desenvolve a resistência dos punhos e flexibilidade. Cada movimento forma cortes e bloqueios em direção ao centro do oponente. As técnicas, teorias e princípios estabelecidos, podem ser facilmente adaptados para qualquer arma curta tipo bastãozinho, faca de cozinha ou até mesmo uma espada.

Artigos Recentes

Nossa Agenda

No result...

Genealogia da WCKB

Nossos Horários

Currículo do Mestre